Aug 30, 2012

Portugal usa telefone celular para pagar estacionamento em vias p'ublicas

Publico mais uma notícia do iGOV, do qual tornei-me leitora assídua.
Interessante perceber que algumas aplicações se alternam entre o Brasil e Portugal. Por exemplo, só agora Portugal está utilizando SMS (short message service) para aviso de oportunidade de emprego, serviço que o Paraná implementou há 12 anos. 
Este serviço por exemplo, pagamento de estacionamento, se não está acontecendo ainda no Brasil,  possivelmente logo teremos notícias de alguma aplicação com esse uso.
Boa leitura! 
Bia 


Câmara Municipal de Ponta Delgada implementou aquele que considera ser o primeiro sistema de pagamento de parquímetros através do telemóvel em Portugal.


O sistema foi apresentado esta semana pela autarquia açoriana e vai permitir aos habitantes da localidade de Ponta Delgada pagarem a conta dos parquímetros através de dispositivos móveis ou por e-mail, para onde serão enviadas as facturas.

Para acederem ao sistema, os interessados devem fazer um registo num site específico e recebem de imediato um saldo de 5 euros. Este saldo é subtraído à medida que o utilizador estacione o automóvel numa das zonas com parquímetro de Ponta Delgada e introduza no sistema a informação relativa à zona e a duração do estacionamento. Posteriormente este saldo deve ser recarregado para que o utente possa continuar a pagar o estacionamento via smartphone e à medida que o sistema é utilizado, o saldo vai diminuindo.

O controlo do estacionamento continua a ser feito pelos funcionários municipais encarregues dessa tarefa, que podem consultar num PDA se o condutor comprou ou não os créditos necessários para o local onde a viatura está estacionada e se o período corresponde ao marcado.

De acordo com a CM de Ponta Delgada este sistema permite «ao utente pagar o estacionamento ao minuto» ao contrário do que acontece actualmente, quando é obrigatório pagar apenas por períodos de 15 minutos. Caso o utente pretenda alargar o período de estacionamento, poderá fazê-lo a partir de qualquer lugar via iPhone, BlackBerry ou smartphone com Android ou Windows Phone, depois de instalada a respectiva aplicação.

Com esta iniciativa a autarquia pretende «facilitar a entrada no centro urbano e ajudar os utentes no estacionamento em zonas de parquímetros». Em comunicado a autarquia acrescenta ainda que a implementação do projecto não teve qualquer custo para os cofres municipais e para breve está a ser ponderado o estabelecimento de uma parceria com os CTT para que o pagamento dos parquímetros possa também ser efectuado através do sistema payshop.