May 7, 2018

Conheça a história do nascimento da BIA


A gestação de um ser humano leva nove meses. A de uma assistente virtual pode tardar muito mais do que isso, dependendo da sua complexidade. Quando se trata de atender a serviços financeiros, cumprindo sua detalhada e rigorosa regulamentação, a gestação pode demorar vários anos, pois é preciso cuidado redobrado com a segurança. Essa foi uma das razões para o Bradesco ter escolhido como seu líder de pesquisa e inteligência artificial um profissional egresso da área de segurança bancária: Marcelo Câmara. Ele é um dos "pais" da BIA (Bradesco Inteligência Artificial), a assistente virtual do banco que tem também no seu "DNA" a solução de inteligência artificial da IBM, Watson.


A gestação da BIA levou cerca de dois anos. Primeiro ficou restrita ao uso interno, por gerentes do banco, e depois foi apresentada ao grande público, ou seja, aos milhões de correntistas do Bradesco. Hoje ela tira dúvidas, mas em breve será capaz de realizar transações bancárias. E sua vida não se restringe aos aplicativos do Bradesco. Como uma criança que vai descobrindo o mundo ao redor, a BIA já existe no Facebook Messenger e agora, no WhatsApp. Em entrevista para Mobile Time, Câmara relembra como foi o processo de gestação da BIA, elenca seus principais desafios e comenta quais serão seus próximos passos.



Fonte: Mobile Time