Jun 18, 2009

66% dos usuários de e-gov são funcionários públicos

Os funcionários públicos representam 66% dos usuários de serviços públicos na Internet. Segundo pesquisa realizada pela Pontifícia Universidade Católica do Paraná (PUCPR), apresentada durante o Conip, evento promovido em São Paulo sobre o uso da tecnologia em órgãos governamentais, a adesão da iniciativa privada aos serviços de governo eletrônico ainda é baixa.

A pesquisa também mostra que 40% das pessoas que utilizam esses serviços possuem ensino superior completo. A maioria (78%) tem internet em casa e, predominantemente, faz parte da população economicamente ativa. Entre as faixas etárias, 33% têm de 25 anos a 34 anos, 29% entre 36 anos e 44 anos e 21% entre 45 anos a 59 anos. Apesar da maior participação das classes mais altas, o índice de usuários da classe C representa 30%.

Segundo Maria Alexandra Cunha, coordenadora do estudo, a alta proporção de servidores públicos entre os usuários do serviços não indica, no entanto, uma repulsa da população em utilizar o governo eletrônico. A pesquisadora tirou essa conclusão ao analisar o perfil das pessoas que acessam a previdência social na Web.

“No caso da previdência, o usuário é outro. Eles são mais velhos, mais pobres e o número de funcionários públicos é menor”, explica Maria Alexandra. Para a coordenadora, isso indica que o uso do governo eletrônico depende, na verdade, do tipo de serviço oferecido. “Se interessar, as pessoas vão usar”, afirma.

A pesquisa foi realizada pela internet em mais de 70 sites de instituições públicas. Foram entrevistados cerca de 5 mil usuários de todo o País.

Fonte: Computerworld