Jun 15, 2012

“A meta no Plano Plurianual do governo, que vai até 2015, é chegar a 70% dos domicílios com internet”

Em entrevista ao programa Bom Dia Ministro, nessa quinta-feira (14), o ministro das Comunicações, Paulo Bernardo, analisou o resultado da licitação da telefonia e internet móvel de quarta geração, a ampliação da internet e telefonia nas áreas rurais e a participação do ministério na Conferência Rio+20. Leia abaixo trechos da entrevista, editada pelo Em Questão.


Leilão 4 G
O resultado foi bem aquilo que esperávamos. Demos um passo decisivo para a implementação dessa tecnologia, que é nova. No ano passado, no mundo inteiro, só tinha aproximadamente 25 milhões de pessoas usando celular de quarta geração. A velocidade da internet no celular vai ser multiplicada por dez. Pode chegar até 100 megabytes, conforme o tráfego e o número de pessoas atuando. Como não foi arrematado a frequência de 450 mega-hertz, que serve para internet e telefonia rural, quem comprou o 4G ganhou como obrigação fazer a internet rural. As quatro grandes empresas que compraram os lotes nacionais dividirão o ônus de fazer a internet rural. E, também, levarão como obrigação continuar a expansão do 3G, porque tem muitas localidades que ainda não dispõem do celular de terceira geração. Uma parte dos lotes regionais, tanto para celular e internet, quanto só para banda larga residencial, não foram vendidos. Vamos fazer um leilão complementar depois.

Internet 3G
As empresas que ganharam a licitação para o 4G terão, além da obrigação do 4G e de fazer a internet na área rural, de continuar a expansão do serviço de 3G. Hoje o 3G está em aproximadamente 50% dos municípios, só que são os grandes municípios. Significa que está disponível para aproximadamente 80% da população brasileira. Os outros 50% dos municípios que, portanto, reúnem aproximadamente 20% da população, também serão servidos com o 3G a partir desse edital.

Telefonia móvel
De 2011 para a metade de 2012, tivemos um crescimento aproximado de 150% na internet móvel, essa que é usada no celular e, claramente, as empresas não se prepararam para isso. Elas têm que fazer investimento e estamos cobrando, imediatamente. Além disso, a Anatel já votou um regulamento que trata de exploração de linhas no atacado, linhas industriais para internet, e vai baratear os preços. E agora vai votar outro relatório, que é outro regulamento que obrigará as empresas a compartilharem infraestrutura, antena, dutos. Enfim, ficará mais barato para as empresas acessarem e montarem a sua infraestrutura.


Internet domiciliar
A meta no Plano Plurianual do governo, que vai até 2015, é chegar a 70% dos domicílios com internet. A exemplo do que acontece com o Luz para Todos, talvez fazer também alguma coisa como um “Internet para Todos”. Começamos 2011 com 27% dos domicílios e encerramos com 38%. Isso foi mais de 6,3 milhões de domicílios conectados no ano passado. E achamos que neste ano será mais forte ainda o crescimento, terá um número maior de domicílios conectados à internet.

Rio+20
A conferência será atendida oficialmente por uma concessionária, que foi licitada e montou estrutura lá. Montaram um grande serviço para atender, com internet sem fio, até 65 mil pessoas simultaneamente. As instalações no RioCentro comportam aproximadamente 45 mil pessoas. Reforçarão o atendimento de telefonia celular. Além disso, outra concessionária vai fazer um teste com celular de quarta geração na Rio+20 e já está com tudo instalado também. Esse modelo vai funcionar no ano que vem na Copa das Confederações, funcionará na Copa do Mundo. Puseram os transmissores e vão distribuir modems, os aparelhos para as delegações internacionais, que poderão fazer uso dessa tecnologia 4G. Portanto, já vamos saber de alguma dificuldade, como é que corrige para os eventos. Estamos apostando que teremos serviço de boa qualidade durante o período da conferência. Nós colocamos infraestrutura adicional.

Segurança Rio+20
Foi montado um grande sistema de segurança na internet dentro da Rio+20. Não é só o Ministério da Comunicação. Tem a Abin, a Polícia Federal, o Gabinete de Segurança Institucional, o Ministério da Defesa coordenando uma grande equipe. Tem sala de situação, para evitar ataques, que alguém tente derrubar a rede. Vários organismos trabalhando para garantir segurança na rede na Rio+20.

O programa é transmitido ao vivo pela TV NBR e pode ser acompanhado na página da Secretaria de Imprensa da Presidência da República.

Fonte: SECOM