Jun 30, 2005

Final da Copa das Confederações bate recorde de audiência na TV Paraná Educativa

Final da Copa das Confederações bate recorde de audiência na TV Paraná Educativa

As transmissões esportivas da TV Paraná Educativa têm conquistado os telespectadores que encontram nas tevês públicas uma opção diferente de programação. O reflexo foi percebido durante a final da Copa das Confederações. Com a programação exibida em tempo real na internet, o espaço disponibilizado pela Celepar (Companhia de Informática do Paraná) não comportou o número de pessoas que desejavam assistir a partida pela tevê do Estado.

“Fomos acionados pela Paraná Educativa e, de imediato, dobramos a capacidade de acessos”, explica Bia Lanza, coordenadora da divisão de governo eletrônico da Celepar. Com a banda duplicada, espectadores de várias regiões do Brasil puderam acompanhar o jogo entre Brasil e Argentina.

Através da ferramenta de interatividade com o internauta, a emissora fez a medição do local de origem das pessoas que assistiam a transmissão pela internet. No registro constam cidades do Rio Grande do Sul, Santa Cataria, Paraná, São Paulo, Minas Gerais, Roraima e Mato Grosso do Sul.

Esta repercussão tem sido constante nas transmissões esportivas. Na final do Campeonato Paranaense, entre Atlético e Coritiba, o compacto apresentado em sinal aberto pela tevê atingiu picos de 15 pontos de audiência.

Para Marcos Batista, diretor-presidente da Paraná Educativa, “a política de programação tem habilitado a emissora a ser uma das principais tevês educativas em audiência no País”. O resultado é uma intensa programação esportiva com jogos do Campeonato Paranaense Série Prata, o Campeonato Amador de Futebol, o Campeonato Estadual de Futsal, além dos jogos que são retransmitidos da TV Cultura.

Sinal – A programação da Paraná Educativa pode ser assistida em todo Brasil e América Latina através da antena parabólica, na freqüência 1.320 polarização horizontal.



Confira aqui os arquivos de áudio dessa publicação.

Esta notícia foi publicada no Agência Estadual de Notícias em 30/06/2005