Jul 17, 2012

Mobile payment ou mobile ticketing: qual a diferença?

O mobile commerce cresce na mesma proporção que aumentam os usuários de dispositivos móveis no Brasil e a tendência é que cada vez mais pessoas utilizem estes aparelhos para comprar e realizar pagamentos no País.


A ascensão do comércio através dos smartphones e tablets também tem aumentado as discussões sobre o mobile payment e o mobile ticketing. Mas qual a diferença entre estes serviços?
O pagamento de compras através dos smartphones, substituindo cartões de crédito ou débito, é o que chamamos de mobile payment.

Esta forma de pagamento ainda não é muito popular no Brasil, mas estamos chegando lá. Um índice divulgado pela Mastercard mostra a adaptação do m-payment em 34 países e o Brasil está acima da média, com 33,4 pontos, em relação à implementação de ferramentas de pagamento móvel. A média foi de 33,2 pontos.

Na liderança do ranking, como país que melhor está preparado para se adaptar a sistemas de pagamento móvel, está Cingapura, com 45,6, seguida do Canadá, com 42, e dos Estados Unidos, com 41,5. Para elaborar o ranking são considerados mais de 50 quesitos em relação à estrutura tecnológica, regulamentação governamental e até sobre a cultura de consumo do país, todos avaliados com notas de 0 a 100.

O governo federal já está discutindo meios de tornar o m-payment mais seguro e popularizar este serviço no Brasil. Ainda vai demorar um pouco para que estas iniciativas comecem a dar resultados. O projeto de lei sobre o tema ainda não tem data para ir ao Congresso Nacional, mas pelo menos a discussão já foi iniciada. E sabemos que se depender da ‘fome’ de tecnologia dos brasileiros certamente este serviço será bem-sucedido.

Um serviço que é mais simples e pode ajudar na popularização do m-payment é o m-ticketing, que é o envio de código numérico ou um QR Code para o dispositivo móvel. A aquisição do código não precisa ser feita pelo celular, pode ser por meios convencionais, mas a validação sim. Este sistema é interessante para eventos, shows, teatro, cinema e até mesmo para o transporte público.

Recentemente, foi implantado em Florença, na Itália, um serviço que permite a compra de bilhetes para o transporte público através de SMS e o custo é cobrado da conta de celular. Em um estudo sobre preferências de serviços móveis, realizado pela Universidade Politécnica de Milão, 65% dos entrevistados afirmaram que estavam interessados em mobile ticketing.

Este sistema é mais simples e só exige que o usuário tenha um aparelho celular. Não há necesssidade de ser um smartphone. Por isso, acredito que este serviço sairá na frente do m-payment aqui no Brasil e represente um novo passo em direção à popularização do m-commerce, pois proporcionará agilidade, segurança e menor custo ao cliente e as empresas.

O m-ticketing também ajuda na preservação do meio ambiente, já que diminui o uso de papel para a impressão de ingressos, por exemplo, e as empresas poderão reduzir custos com pontos de venda e logística.

As empresas também podem se beneficiar utilizado o sistema em ações promocionais. O m-ticketing pode ser patrocinado e customizado para uma determinada marca, ou ser entregue por meio de um aplicativo de uma empresa que está promovendo o evento, por exemplo. Apesar de tão comuns, os dispositivos móveis são tecnologias novas e certamente ainda temos muito que explorar neste setor.

Por João Moretti

Acesso em 17/07/2012