Nov 16, 2012

Tecnologias Web e mobile ao serviço da mobilidade em Portugal

Sabia que muitos locais de interesse em Almada se encontram a menos de 500m de uma estação do Metro?» Esta é a pergunta que convida os habitantes e visitantes de Almada a navegar pelo novo serviço «Almada Pedonal + Metro», uma plataforma de informação ao público composta por um site Web e uma aplicação mobile. 

Criado pela Agência Municipal de Energia de Almada e pela Câmara Municipal de Almada, o novo serviço informativo recorre à tecnologia para ajudar os cidadãos e visitantes de Almada a conhecer melhor as opções de mobilidade criadas pelo Metro Sul do Tejo (MST). 

O novo padrão de mobilidade criado em Novembro de 2008, quando o MST começou a circular, ainda não conseguiu conquistar todos os cidadãos de Almada. E na equação da mobilidade urbana, o transporte próprio continua a ser o grande desafio.

Para Catarina Freitas, Directora do Departamento de Estratégia e Gestão Ambiental Sustentável da Câmara Municipal Almada, este foi precisamente um dos desafios que o projecto «Almada Pedonal + Metro» quis abraçar: Catarina Freitas«Os estudos demonstram que ainda existem muitos residentes do concelho de Almada que fazem as suas deslocações casa-trabalho em automóvel individual. E se calhar fazem-nos por várias razões. Podem não ter alternativa ou podem ter alternativa mas não a conhecem bem».

O lançamento do MST acabou por abrir caminho à tecnologia, sob uma ideia que rapidamente se transformou numa ferramenta ao serviço da mobilidade urbana e da informação ao público. Catarina Freitas recorda que «esta foi uma ideia conjunta da Agência Municipal de Energia e da Câmara Municipal de Almada. Logo que o MST entrou em funcionamento socorremo-nos destas novas tecnologias para concebemos esta ideia de criar um site e uma aplicação mobile que permitisse informar as pessoas de tudo o que existia na envolvente das estações do MST em termos de locais públicos de interesse, incluindo escolas, centros de saúde, museus, bibliotecas e casas de espectáculo, entre outros».

Navegando sobre o mapa de Almada 
Na prática, o «Almada Pedonal+Metro» parte da rede do Metro Sul do Tejo para criar um verdadeiro roteiro interactivo sobre o mapa de Almada, recheado de inúmeros pontos de interesse que se estendem ao longo de todo o concelho, que abrangem desde monumentos, igrejas e teatros até serviços públicos, esquadras de polícia e centros de saúde, entre muitos outros. Uma rede de pontos geoferenciados sobre o mapa que obrigou a um grande esforço no terreno. «O que nós fizemos foi mapear, num raio de 400 metros à volta de cada paragem tudo o que são locais ou pontos de interesse. E depois foi necessário percorrer cada um desses percursos, perceber se deveriam ser alvo de melhoria e qualificação do espaço público», refere a responsável do projecto.

Através da aplicação, online ou mobile, o utente facilmente descobre o melhor percurso entre a estação de metro mais próxima e um determinado local de interesse, usando os ícones do mapa ou seleccionando as opções no painel lateral. Definidos os pontos, de partida e de destino, a aplicação rapidamente desenha o percurso passo a passo, com indicação da duração do trajecto e da distância a fazer a pé. Depois, é só apanhar o metro e seguir viagem. Também aqui o «Almada Pedonal+Metro» pode revelar-se uma boa companhia. O utilizador pode ir acompanhando todo o percurso no seu dispositivo móvel e descobrir os pontos de interesse que se escondem à volta das paragens de metro por onde vai passando, com a ajuda de fotos, descrições e contactos. Saindo na estação de metro indicada, a aplicação mobile continua a guiar o utente até ao ponto de destino, agora no percurso a pé.

Ao longo desta viagem virtual as pessoas têm acesso a toda a informação sobre esse local, incluindo horários de funcionamento, contactos, eventos que aì possam decorrer, as fotografias, etc. No fundo, a pessoa quase que consegue ir seguindo passo a passo o que vai vendo no percurso pedonal e na viagem que faz no metro», conclui Catarina Freitas. Lançado em Setembro passado, durante a Semana Europeia da Mobilidade 2012, o projecto «Almada Pedonal + Metro» usa a tecnologia para convidar os cidadãos a combinar o metro com outros modos de transporte mais saudáveis e amigos do ambiente, incluindo a bicicleta ou a marcha a pé. 

Fonte: iGov Data: 2012-10-31