Dec 1, 2012

Mobilidade Novas tecnologias tornam mais próxima relação entre governos e sociedade


Proximidade, facilidade, rapidez, melhorias social e financeira, além de maior interação. Esses são os principais benefícios proporcionados pela grande quantidade de novas tecnologias que surgem na área de telecomunicações e o acesso a todo tipo de informação, a partir de dispositivos móveis tais como: smartphones, tablets ou outros aparelhos conectados à rede 3G. Mais e mais brasileiros estão obtendo esse serviço, e conforme indica uma pesquisa da consultoria Pyramid: o mercado de dados móveis deverá dobrar no Brasil até 2015. Outro exemplo dessa explosão de acesso à rede mundial é que o número de conexões móveis no país subiu cerca de 500%, de 233 mil para 1,31 milhão, entre 2011 e 2012.
O aumento da venda de smartphones tem contribuído para expansão do tráfego de dados móveis no país e, inserido nesse contexto de popularização, as empresas têm disponibilizado aplicativos desenvolvidos para facilitar o cotidiano das pessoas e que provocam mudanças positivas em vários setores como: educação, economia, segurança, saúde e desenvolvimento social.
A tecnologia móvel está ampliando, consideravelmente, a capacidade dos governos de gerar benefícios e resultados diferenciados para os cidadãos, comunidades e empresas. E, atualmente, muitos países, que antes detinham uma infraestrutura de comunicações deficiente, agora, mostram experiências bem sucedidas que transformam as relações dentro da sociedade. A mobilidade e as novas tecnologias também proporcionam revoluções em governos, com experiências inéditas.
No setor de empreendedorismo, um dos projetos importantes é o “Pescando com Redes 3G”, que gerou desenvolvimento e renda para Santa Cruz Cabrália, na Bahia. O projeto trouxe benefícios contundentes ao associar as atividades regulares de pesca ao conhecimento de trazido pelo uso da tecnologia móvel. A parceria foi feita entre as empresas Qualcomm e Telefonica/Vivo, além da Embaixada Americana pela  Agência dos Estados Unidos para o Desenvolvimento Internacional (USAID) e a Secretaria Municipal de Pesca de Cabrália, e executada pelo Instituto Ambiental Brasil Sustentáveil (IABS). 
Por meio de acessos à rede 3G, usando aplicativos baixados em smartphones e tablets, os pescadores podem contabilizar a produção ainda em alto-mar, calcular perdas, checar a previsão do tempo e verificar quais restaurantes em terra gostariam de comprar seus peixes. No caso dos criadores de ostras, outros aplicativos ajudam no monitoramento das qualidades ambientais da água, pela verificação do índice de PH, temperatura e salinidade, que são elementos importantes na produção e crescimento das ostras. 
Além disso, foram desenvolvidos aplicativos voltados para a comercialização dos pescados, tornado o acesso à informação sobre demanda mais rápido e direto com restaurantes e pousadas da região. Essa facilidade implica na eliminação do intermediário, gerando mais lucro para o pescador e para o consumidor. Cabe ressaltar que os aplicativos usados são inovadores e foram contratados e desenvolvidos para esse projeto pela empresa brasileira MTM Tecnologia. O projeto impactou positivamente a comunidade, trazendo renda e melhorando o acesso à informação.
As tecnologias móveis ainda podem ter um papel fundamental no âmbito da saúde, pois ajudam, por exemplo, em exames contínuos, quando são necessários resultados instantâneos. Esse é o caso do controle de doenças crônicas como diabetes, obesidade, hipertensão, etc. São soluções simples que trazem mudanças no atendimento público de saúde e melhor cuidado com a população, além de diminuição no tempo de permanência em hospitais e postos de saúde. Um paciente que precisa ter os sinais do coração avaliados constantemente durante 24 horas pode fazê-lo por meio de um dispositivo móvel, que transmite as informações diretamente para o médico, o qual poderá analisar o quadro clínico do paciente em tempo real.
Já na área de segurança pública existem também soluções diversas utilizadas por entidades de governo, auxiliando no monitoramento e acompanhamento dos agentes públicos, tais como polícia, bombeiro e permitindo acesso rápido às informações necessárias para o desempenho de suas atividades em eventos associados a suas responsabilidades. Outro exemplo de uso de tecnologia móvel está relacionado à segurança dos filhos e recebimento de informações instantâneas pelos pais. Em alguns países da Europa, alunos da rede pública de ensino recebem as notas e os resultados de exames via SMS. Os pais também são informados via mensagem no celular quando os jovens faltam às aulas.

O futuro é móvel
Além de otimizar e facilitar os trabalhos de governos, as novas tecnologias móveis apontam para um futuro promissor: a mobilidade e com ela os aplicativos personalizados estarão cada vez mais revolucionando a sociedade e sua vida cotidiana. Os benefícios serão observados nos mais diferentes setores e aproximarão grupos antes distantes, mesmo com o advento do celular. As redes 3G e proximamente aqui no Brasil as 4G têm o papel de ampliar cada vez mais a capacidade dessas comunicações, proporcionando novos negócios, novas soluções e maior dinamismo nas relações.
Essa mudança de cenário está mais forte nos países desenvolvidos, porém já traz impactos positivos no Brasil. Para se ter uma ideia, nos Estados Unidos, o estudo “State of the News Media” indica que um em cada quatro americanos leem diariamente notícias usando dispositivos móveis e as plataformas preferidas são smartphones e tablets, que permitem ainda mais acesso à mobilidade e seus mecanismos.  O IET compara que já existem mais pessoas com acesso a um telefone móvel no mundo do que pessoas com acesso a água potável, eletricidade ou mesmo uma escova dental. Na área da saúde, a revolução nos Estados Unidos também começa a tomar corpo, e, segundo a pesquisa da Aptilon, 4 de 5 médicos planejavam comprar um tablet.
É importante destacar que as empresas de tecnologia em telecomunicações possuem papel fundamental nesse processo de transformação, gerando novos acordos com governos federais, estaduais e municipais a fim de melhorar e ampliar serviços. Além disso, há a redução de barreiras por meio de investimentos em pesquisa e inovação feitos por parcerias entre as iniciativas públicas e privada. A colheita de benefícios da mobilidade no Brasil apenas começou e muito ainda será visto e realizado nos próximos anos.

Francisco Giacomini Soares - Diretor sênior de Relações Governamentais da Qualcomm

Data: 03 de setembro de 2012
http://www.guiadascidadesdigitais.com.br/site/pagina/mobilidade-novas-tecnologias-tornam-mais-prxima-relao-entre-governos-e-sociedade